sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Compromiso fracassado


Compromisso fracassado
Nubor Orlando Facure


Dr. Vitor está envelhecido, me surpreende por ter sido meu aluno na Faculdade de Medicina nas primeiras turmas quando era jovem e extremamente ativo e inteligente – tipo de aluno que marca a gente para sempre.
Fui médico de um dos seus dois filhos tratando de um quadro simples de epilepsia – nas consultas o Dr. Vitor não comparecia por ser muito ocupado – esses meninos de outrora, bonitos e estudiosos, estão cada um em sua área trabalhando em São Paulo
Dr. Vitor, quando iniciou um  segundo casamento, adotou uma menina, recém nascida, procedente da cidade de Extrema, na divisa de Minas com São Paulo. Os problemas começaram mais cedo do que ele esperava – criança de feição linda, porém, irritadiça, mãe e pai se vêm às voltas com plantões noturnos para acalma-la – é extenuante para ele que sempre chega exausto de atendimento e cirurgia que lhe prendem o dia todo no hospital
Chega a idade escolar, atritos, reprovações, professores de reforço e psicólogas tentam ajudar no que podem. A menina parece possuída, nada a contem  o pai é médico se recusa a dopá-la com drogas psiquiátricas.
Os avós paternos tem formação espírita e começam a perceber que um processo obsessivo grave está se instalando.
O período que sucede a adolescência abre todas as contas que, nós todos, de uma forma ou de outra teremos de saldar - idadezinha perigosa - Antigos comparsas, como vítimas de nossos desatinos ou entidades vingativas nos testam e contabilizam nossos débitos – o processo reencarnatório está completo nessa faixa etária e as memórias extracerebrais dão vazão, fluindo no mundo físico, se expressando no ambiente onde transitamos.
Chega a Faculdade, a nossa jovem é rebelde, mas, tem inteligência privilegiada. É aprovada no vestibular e está cursando seus estudos na Faculdade de Itajubá – ali, facilmente se envolve com rapazes como qualquer uma de suas colegas. Um deslize de responsabilidade e ela se compromete com uma gravidez inesperada.
Informam no Centro que, talvez, esse filho possa lhe reconciliar com antigo amor do passado que lhe cobra  as decepções e sofrimento de que foi vítima
Uma calma inexplicável toma conta de toda família do Dr. Vitor – a nossa jovem está hoje completamente mudada – como lhe faz bem essa gravidez
Voltando sábado a tarde na Fernão Dias, trânsito tresloucado e um caminhão a toda velocidade cruza a pista e atinge de cheio o carro da filha do Dr. Vitor. É por isso que esse pai está diante de mim esgotando suas últimas lágrimas pedindo ajuda
Como é pobre nossa medicina sem compreender as causa espirituais que movimentam nossas vidas

4 comentários:

  1. por ter uma pessoa com os mesmos ( sintómas ) nna fmlia , eu procurei a fonte para maiores esclarecimentos ,dps de ler a revista fidelidadespírita e lendo a matéria da capa nas fronteiras da epilepsia de 08/2010, hj, eu procurei informações mesmo quebrendo cabeça ,pois ainda sou analbeta na área informática,pc mesmo compouco conhecimento espero me sair bem pois preciso muito de informações e estou correndo pra saber ajudar esta pessoa que sofre de epilepsia e eu quero muito poder ajudar esta pessoa , como outras que venho à saber passando por este mesmo processo , li tds postagem sua e vi o quanto nos é válido, nos dando amplo esclarecimento e mesmo sendo leiga no assunto ,não tendo nenhum conhecimento científico e nem médico ,isto não me tira o entendimento e de proceguir querendo ajudar pessoas portadores deste mal,``não sei se este dizer é correto ´´ mais estou disposta e quero muito AJUDAR não só esta pessoa ,mas outras como já descrevi sofrer deste mal ,espero poder contar contigo e como posso passar e-mail para ti DR NUBOR ORLANDO FACURE ;meu nome aparecida,sou espírita ,sou faxineira e diarísta e trabalhadora no centro espírita SEARA DE JESUS,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aparecida,
      mande seu email quando quizer
      nuborfacure@gmail.com

      Excluir
  2. li esta postagem e me pergunto o que será que aconteceu com a moça que estava gravida e sofreu este acidente? ficou no ar para mim, li e reli, e a dúvida continua, é normal a minha curiosidade? me pergunto!talvez!!!,e qnt a pobreza na medicina..... concordo mesmo sendo leiga no assunto medicinal, mas sendo acompanhante de pessoas em tratamento médicos ,observo que muitos qndo consultam o paciente que eu acompanho,mesmo ele narrando td acontecimento o dr o considera,desiquilíbrio mental tendo alucinações e redobra a dosagem do remédio,direcionamento distânciado ,pouco contato os olhares é direcionado no pc que fica á frente do paciente,impedindo muitas vz o contato visual de ambos ,diálogos ´´ZEM´´, PGNTS??? E MUITAS DAS RESPOSTAS DO PACIENTE, ANALISADAS como distúrbio mental,diagnóstico tratamento psiquiátrico,normal e ponto! receituário: mais remédios prescrito e com dosagens mais fortes desconfortando o mesmo e este se rejeitando ir na próxima consulta ,e muitas vz em no máximo 10 minutos ,no atendimento médico e paciente,e com continuações: caso não melhore volte,e muitas vz qnd volta ,o atendimento já é com outro médico e começa td novamente, pouca atenção e aí por diante...tudo que eu refiro aqui acontece com a pessoa que faz tratamento no qual eu me refiro,dizem ser poucos médicos pra muitos doentes e que tem muitos na fila esperando uma vaga para consulta!e como o sr DR NUOR DRLANDO FACURE médico e especializado neste assunto gst ``eu´´muito de sua ajuda , pois o caso pede ,é convulsões epiléticas com transtorno espirituais e cada dia se agrava mais e mais espero muito poder contar contigo dr!!! um grande abraço e que NOSSO PAI ETERNO DE AMOR ,BONDADE E JUSTIÇA DERRAME BENÇÃOS DE CORAGEM E RENOVAÇÃO À TDS NÓS !!!

    ResponderExcluir
  3. O objetivo do caso não era expor o caso da jovem. A minha intenção foi mostrar o choque emocional registrado por um médico famoso, muito ocupado e que se vê forçado a rever seus conceitos sobre as causas espirituais do nosso sofrimento

    ResponderExcluir